Posts com Tag ‘logo existo?’

Sou o que sou

Publicado: fevereiro 25, 2010 em Sem categoria
Tags:, , , ,



Sou o que sou
Claro, o que mais poderia ser?
Vivo na máxima de Descartes :”Penso , logo existo”.
Mas tem gente que vive sem esforço de pensar.


Sou o que a vida me fez , percorro seus caminhos , e escolho as opções que mais me agradam
Sou o que eu fui, me criando , me moldando durante os anos.
Sou o que meus pais me fizeram , o convívio de amigos e antigos amores.


Sou o que sou. Por que não seria?
Tenho poucas opções , vivo com que posso e com raras alusões de descobertas.
Sou , mais do que já fui. Espero ser mais em algum tempo.
Às vezes não gostaria de ser nada , só o espaço em branco em uma folha reciclada.


Sou , e daí?E quem não é?
Mais do que ter e poder…eu sou!
Não posso me gabar , orgulho besta, há tanto para se tornar.
São meus pensamentos que fazem ser o que sou.


São minha idéias , minha ideologia , meus erros.
Não sou o que pensam que sou, não sou o que amigos pensam que sou
Não sou o que meus pais pensam que sou, não sou nem mesmo o que penso que sou.
Nem mesmo meu reflexo no espelho e minhas ações atuais me mostram quem sou.
Às vezes é difícil ser .E não apenas “ser”: ter, poder e por último pensar.
Não basta ser , mas sou. Até não poder ser mais.

PENSO , logo existo?

Publicado: agosto 5, 2009 em Sem categoria
Tags:,


Penso ,logo existo , mas se penso demais , existo demais?
Penso inconstantemente…e não pense que é bom pensar demais…Abre–se um mundo interno de possibilidades e que o externo chega a atrapalhar as dúvidas e rotinas internas do mundo recém-criado.

Pensa-se sobre as pequenas coisas, imaginam-se as situações mais improváveis e nas possibilidades que são apenas sonhos…
Pensa-se , correndo o risco de ser atropelado no meio da via : desatento, desastrado, há tantas coisas para se olhar , por que olhar tanto pra dentro?

Penso…e o mundo continua o mesmo , as pessoas continuam elas , e a vida segue incessante , louca e sem sentido do jeito que se sempre foi.
PENSO!Não que seja algum mérito ou algo de anormal , mas existo…

Não que possa ser real ou impreterível…Mas como sei se existo, se logo penso….
E se eu não for o sonho as avessas…E por que meus olhos enxergam esse mundo desorientado?Penso…E não chego a muitas conclusões.