Posts com Tag ‘homem’

Desconstruindo o homem.

Publicado: fevereiro 25, 2010 em Sem categoria
Tags:, , , , , ,



Como desconstruir um homem? Tire tudo dele , e veja como ele se comporta
Vamos desmontá-lo como um quebra-cabeças.
Vamos testar seus princípios , quando estiver a beira da dignidade humana.
Tire suas ferramentas , bombardeie sua fé e seus ideais.


Force o seu humor. Mude ele de casa , cidade , país.
Manipule sua vida , faça ele ser mais um pastando descerebrado.
Vamos tirar todas as suas possibilidades , e ver como ele reage.


Deixe ele ver como é pequeno , e como o mundo é grande e gira sem ele.
Mostremos para ele , a força que ele tem , e como essa força é torpe.
Vamos compará-lo com os melhores , só para dizer que ele não é nada.
Desconstruiremos sistematicamente cada passo e ação desse homem.


Privaremos de qualquer orgulho e atributo.
Faremos ele chorar como criança.
Bateremos nele , após seu espírito estiver quebrado.


Vamos descontruí-lo como se fosse um robô danificado.
Desconstruiremos esse homem , para ele sentir como é ser vulnerável.
E para ele descobrir , o que realmente sempre lhe importou.

Ao homem que teve tudo…

Publicado: fevereiro 14, 2010 em Sem categoria
Tags:, , , ,

Ao homem que já teve tudo…
Quisera demais; sonhou acordado a maior parte do tempo
Leu contos de fadas e se interessou, pensou na possibilidade de ser realidade.
Ao homem que teve tudo, bastou querer.
A ambição era abraçada como progresso,
Cada passo adiante era calculado, sem saber se era possível.
Para  ter um reino bastava a coroa e o trono.
Era dono de si, e de outrem. Tinha vontades e bastante do mundo.
Não se aguentava em si, se derramava por ai…ele tinha tudo.
Pequeno rei, de um reino pequeno. Sem terras . Sem súditos.
Mas ele, sim, esse homem teve tudo.
Um pouco do céu, da terra e do mar.
Ouro não lhe faltou, amor foi lhe dado.
Criou laços e um lar. Mas sempre faltou algo.
No meio de sua loucura, faltou algo . 
Faltou um pedaço perdido de sanidade.
Faltou querer ser normal. 
Faltou ser mais um rei entre tantos reis.
Faltou reivindicar aquilo porque lutou tanto.
Faltou ser menos do que queria.
Ao homem que teve tudo, não lhe resta mais nada.
Nem mesmo a ambição(que era elogiada), a esperança e os sonhos.
Ele perdeu tudo que tinha conquistado.E agora?
Ao homem que teve tudo, o que lhe resta a não ser saudades?