Posts com Tag ‘fanatismo’

Nem um e nem outro, sem polarização….Nada de Comunismo ou Capitalismo,
Sem Corporativismo, Nazismo, Fascismo ou qualquer Totalitarismo.
Tampouco um mundo baseado em Feminismo ou Chauvinismo.
Políticas voltadas ao Populismo, que empobrecem a verdadeira razão existencial em que se baseou o Parlamentarismo.

E essa vontade viva, que perpetuam …. esbarra-se em um sentimentalismo que muitas vezes se confunde com Regionalismo, Nacionalismo ou até protecionismo mas no fundo é puro Racismo camuflado, com todo os pré-conceitos pré-existentes que moram nesse falso Moralismo.
Somos um organismo que sofre constantemente Traumatismo, que vê a vida se sustentando em total Surrealismo.

E esse Pessimismo que se assola não é nada, pior é viver em volta desse Sensacionalismo.
E a transformação sofrida? O Humanismo se transformando em Egocentrismo.
Quando o Humanitarismo perde para o puro Egoísmo…
De camarote, criamos o Ilusionismo, de que vivemos em Igualitarismo.

Encontraremos um Abismo, junto a todo esse Niilismo.
Quando toda fé, se tornou Fanatismo.
Teremos assim o Islamismo, Judaísmo, Protestantismo, Cristianismo, Evangelismo,
E Todos os fundamentalismos voltados para a grande verdade que se baseiam no Simbolismo.

Até a ação contestatória do Darwinismo e seu Racionalismo encontra , às vezes, sua face voltada para  o Radicalismo.
Precisa ser feito um grande Exorcismo e até mesmo para afastar as teses do Ateísmo.
Para que tudo deixe de ser apenas mais uma face do Misticismo.

Nunca houve Abolicionismo real dos conceitos em meio a tanto Barbarismo.
Só o que nos sobra  são vícios: o Alcoolismo, o Conformismo e o Sedentarismo.
Esse sopro sem vontade, essa face que se espelha do abismo e se transforma em Comodismo.
Sem mais, “Complexismos” ou qualquer tipo de “-ismos”,  e suas faces com ares de Absolutismo!


Anúncios

Quando não se tem mais razão, nada resta a não ser dobrar os joelhos e orar.
Quando não se conhece a lógica que persiste na vida, nada sobra além de ter fé.
Mas fé em que, e porque?


Quando não se sabe mais em que acreditar, quando não se acha a razão para todos os fatos da vida.
Mas porque procurar insistir na razão?
Temos fé, quase instintiva…precisamos acreditar em tudo em que não faz sentido.

Precisamos acreditar que tudo o que sofremos tem um propósito maior.
Precisamos acreditar em compensação de todos os males.
Precisamos….


É lógico, ser racional.
É lógico, racionalizar todas as ações em nossas vidas.
Somos criaturas pensantes, imersos em problemas criados por nós mesmos.
Somos racionais, como jamais imaginariamos que pudesse ser.
Pensamos em todas as razões de ser e ter, e o grande porque de tudo.


Mas e quando a razão falha?
Quando o sentimento fala mais alto, quase irracional no peito.
Como medir o que é fé, ou apenas desespero camuflado na incapacidade de descobrir?
Descobrir algo que não consegue se mensurar….pensar em algo tão vasto que não se pode calcular.
Quando recorrer a fé e desistir do raciocíonio?


Acredita-se, em algo maior quando se ora.
Acredita-se que tudo tem explicação lógica.
Acredita-se que a vida não tem razão.
Acredita-se que a fé, muitas vezes, reflete fanatismo.


A razão se confunde, se mistura e se perde em meio ao desconhecimento.
Situações maiores, universo muito maior que nosso pequeno universo.
Vários mundos dentro de um só mundo.
E a fé, é um recurso para nossa falha racional.
A fé é a escapatória para tudo que não podemos e não conseguimos descobrir.