Posts com Tag ‘explosão’


Temos que amansar o espirito, trancar nossos demônios. Imagine o dia que a pólvora não sucumbira ao fogo. O salitre, enxofre e o carvão não mais se juntarão, como o crime se postará? Como os valentes irão bradar? Como a policia irá policiar?

Imagine o fantástico dia da marca zero, no qual a pólvora falhara depois de quase 2 mil anos. Balas não voarão, miolos não cairão ao chão!
Será a ascensão da granada e da micro-bomba atômica? Como iremos nos machucar, já que a preguiça não faz com que peguemos em espadas?! Imaginem o inimaginável, apenas como um delírio de uma noite de verão…

O dia que a pólvora não cortara a pele e destruirá ossos. Nobel se orgulharia! Sem chacinas eleitas por homens armados. O dia que a pólvora morreu não será reconhecido de imediato, mas será lembrado como um marco histórico, que comoverá gerações. 

Sem a explosão que estilhaça vidas, homens outrora muito ferozes e corajosos, se acuam sem saber como se comportar. A balança de poder se desestabiliza e o mundo conhece novos líderes.
Seria um estranho dia, um dia de sonhos, no qual a pólvora sempre estaria úmida.

Eu explodo (escola fundamentalista extremista)

Publicado: fevereiro 28, 2010 em Sem categoria
Tags:, , ,



Eu explodo…. o “explodo” era um verbo defectivo , pois não existia na 1ª pessoa do singular.
Mas os tempos são outros , o pessoal hoje se explode.
Eles conjuram verbetes de seus livros grossos , demonizam alguém e pronto! Se explodem.


Queria ter essa afinidade com a razão fundamentada que eles possuem.( e sua loucura)
Para se explodir por algo em que acreditam , tem que ser muito louco ou muito certo do que estão fazendo.
Se utilizassem essa vontade explosiva de outros modos , também seria interessante.


Eu queria ter essa certeza na vida , a ponto de me explodir.
Entrar num curso de fundamentalista extremista e técnicas de explosão.
Se inteirar nas artes da destruição do corpo com pólvora , explosivo plástico e nitroglicerina.


Apesar da fé , e da vontade louca de lutar a guerra santa , ainda há muito o que se descobrir além dessa superfície.
Mas os camaradas explodem. Queria eu estar com tamanha razão.
Deveriam criar um curso aqui no Brasil , teriam muitos adeptos; É só adaptar para as religiões que temos.
Mas não iria nas aulas religiosas.Só nas aulas práticas.
E poder usar o verbo na 1ª pessoa do singular. Só para contrariar o português. Ora pois!


Mas os camaradas explodem…gostaria de explodir junto com eles….dizem que tem 72 virgens esperando,
Nem precisa ser virgem , que não sejam tortas ou banguelas já é uma ajuda.
Eles explodem , eu explodo , nós explodimos…e com isso , deixamos o verbo correto!
Ah, às vezes , eu explodo é por dentro. Só queria exteriorizar essas frustrações.
E quando você explode , você fundamenta seu argumento, não é?!