Posts com Tag ‘cheiro’


Quando você sente que não precisa mais procurar alguém, é porque você não só achou,  como se completou. Essa é uma necessidade quase intrínseca de união entre duas pessoas.
O mundo pode separar, a vida pode se modificar…mas as lembranças te fazem lembrar de quem você não poderia nunca esquecer.

Não há mais sentido correr ao vento sem um propósito. Não tem como se esquivar de sua metade chata. Aquela pessoa chatinha e irritante, que sempre te dá motivos para tomar um bom suco de maracujá e alcançar o nirvana…sem essa pessoa, suas irritações não teriam sentido e suas preocupações seriam um tédio.

É bom lembrar que pode amar, e ainda sim, é melhor ainda lembrar que foi amado.
Quando se vê o rosto da pessoa que te proporciona tamanha leveza, há satisfação e a certeza de saber que não precisa mais procurar. Não importa o que dizem, não importa o que aconteça, o mundo já está feito para acontecer das formas mais insanas e insólitas possíveis.

Suas ações sempre vão fluir em único rio. As vontades se tornaram únicas e as pretensões serão parecidas.Quando você sente que não precisa mais procurar alguém, é porque você não só achou,  como se completou.

Quando….o “quando” se torna à expectativa, a espera é extenuante, a demora para se reencontrarem é uma tortura. Quando essa pessoa faz parte do cotidiano; um cotidiano tão necessário como respirar e dormir:
Um sorriso rejuvenesce até os bons tempos uterinos, onde mamãe te alimentava pelo cordão umbilical. A voz te faz sentir bem, como poucas vezes sentirá antes.

É bom lembrar que pode amar, e ainda sim, é melhor ainda lembrar que foi amado.
É bom saber que existe alguém que é parte de você em algum lugar além de dentro de você . É bom saber o que é realmente bom. Poucos momentos, raros momentos, momentos únicos!
Momentos que se tornam eternos na memória fotográfica, elegantemente quase amnésica.

Memórias que vivem para te fazer chorar, te fazer sorrir , te fazer feliz e triste, em uma combinação estranha que só a pessoa que te completa pode lhe conceder.
Quando você sente que não precisa mais procurar alguém, é porque você não só achou,  como se completou.

Nesses turbilhões de emoções, o que prevalece é a paz. Essa paz conflitante e inquieta. Uma paz parcialmente calma, e não raramente indecisa…Mas é essa paz que te faz lembrar dos sorrisos, das conversas, do cheiro!
Ah, o cheiro! Inconfundível e viciante, mais forte que as papoulas da Índia, mais suave que o vento no litoral.

O sentimento que se passa na cabeça é algo semelhante com a felicidade, mas a falta de costume com essa maté, deixam dúvidas.
Quando você sente que não precisa mais procurar alguém, é porque você não só achou como se completou. É bom lembrar que pode amar, e ainda sim, é melhor ainda lembrar que foi amado.

Melhor viver e conviver com os eternos momentos do que nunca ter imaginado o poder que um sorriso faz, um sorriso que faz parte de você. Um riso irônico eternizado em pequenas pecuinhas e discussões que terminam com: “eu te amo!”
Anúncios