O paraíso e as 72 virgens.

Publicado: janeiro 29, 2010 em Sem categoria
Tags:, , ,


Fico pensando…será que é o grande ato do suicida radical-islâmico é reverenciar Alá com sua conduta contra o império do mal?
Será que eles tiram sua vida em um ato “kamikaze” para purificar o mundo da presença do mal?

Talvez não… o que realmente impulsiona esse ato é a recompensa :
“E se deitarão sobre leitos incrustados com pedras preciosas, frente a frente, onde lhes servirão jovens de frescores imortais com taças e jarras cheias de vinho que não lhes provocará dores de cabeça nem intoxicação, e frutas de sua predileção, e carne das aves que desejarem. E deles serão as huris [virgens] de olhos escuros, castas como pérolas bem guardadas, em recompensa por tudo quanto houverem feito. (…) Sabei que criamos as huris para eles, e as fizemos virgens, companheiras amorosas para os justos.”
Alcorão, surata 56, versículos 12-40.



Na verdade , é a recompensa das “72 VIRGENS” , na verdade o alcorão não diz a quantidade , e nem ao mesmo seus dotes físicos que indicassem a beleza das jovens. Na verdade a quantidade das jovens foi repercutida por algum interprete perdido do alcorão , e mesmo assim , qual seria a visão de virgem que ele tiverá? Quiça uma fofinha de 120 kg indo-européia?

Seria um desespero do fiel seguidor do alcorão , encontrar no seu harém celestial 72 barangas virgens. Seria o paraíso ou inferno de Dante? 


Mas o pior de tudo , não é pelo amor a Alá , ou ter um mudo sem o “mal”…e sim , tudo em prol de seu pênis. Saciar suas vontades carnais com desejo de ser o primeiro de todas . O inesquecível , o memorável descabaceador de virgens.


A lá, pobre Alá , tiveram que recorrer a tantas virgens para cativar seus fiéis não?ha , pobre Alá…não se fazem fiéis como antigamente não?
Anúncios
comentários
  1. José Carlos disse:

    O islamismo embora seja uma das grandes religiões do mundo é muito estranho para nós ocidentais tendo o cristianismo como uma das nossos fundamentos. Primeiro: Logo após a morte de Maomé, o islamismo foi divido em duas facções; os sunitas e os xiitas que são inimigos mortais que se odeiam. Segundo: é uma religião sensual, machista. Os heróis suicidas, como aqueles que se mataram ao se destruíram as torres gêmeas morreram acreditando que assim que chegassem ao “Jardim de Alá” seriam recepcionados por belas jovens que se deitariam com eles em leitos cobertos de joias, onde os suicidas além de serem saciados sexualmente, iriam saborear deliciosos vinhos, carnes de aves e frutas. O islamismo é uma religião desde o seu inicio violenta os sucessores de Maomé foram assassinados brutalmente pelos seus opositores, a recompensa celestial é sensual. Contudo, esses prazeres estão apenas reservados aos machos, as mulheres, mesma aquelas que se tornaram mulheres-bombas, não são recepcionadas por belos guapos rapazes. Religião estranha! Mesmo assim tem tantos seguidores.

  2. Wilfer Ferreira de Oliveira disse:

    Olá José Carlos, não sou religioso, mas tenho um interesse muito grande pelas religiões. Estou aqui apenas para acrescentar o seu comentário, que em certos aspectos, concordo e discordo. Bom, na sua primeira critica ao Islamismo, você sendo ocidental e cristão, alegou que após a morte de Maomé, o Islamismo se dividiu em duas partes, sendo os Xiitas e os Sunitas, mas nós acidentais deveríamos tomar mais cuidado, Pois após a morte de Jesus Cristo, que para os Islâmicos é apenas o 24º e Maomé o 25º e ultimo, o Cristianismo a partir do XVI(16), com a ascensão de Martim Lutero, irá sofrer não apenas duas separações, mas as seguintes que irei lhe apresentar: Igreja Luterana, Igreja Calvinista, Igreja Batista, Igreja Presbiteriana e para não criar uma lista, vou parar na qual ainda faz bastante sucesso no Brasil, que é o Kardecismo.
    Abordando a crítica que você faz da violência islâmica, que afinal de contas não podemos negar que exista, porém, como historiador devo discordar da sua proposta, pois ao fazer uma analise histórica do Cristianismo em geral, a partir da queda do Império Romano(do ocidente), no século V(Começo da era medieval), Houveram: Inquisição, Caça as Bruxas e As Cruzadas, que durou quase 4 séculos, onde tropas ocidentais invadem e exterminam a Palestina em nome do Cristianismo, Mas nós ocidentais fazemos até filmes, como “As Cruzadas”, dizendo ao mundo que somos santos e heróis e no fundo escondendo a nossa história de maldades pelos continentes, Mas quando um muçulmano comete um atentado, nós os chamamos de radicais e fanáticos. Então, o que é importante pensar? Existem Islâmicos fundamentalistas, mas também existem fundamentalistas e atentados cristãos no mundo ocidental, portanto, declarar que só os islâmicos são radicais e fundamentalistas, é apenas um preconceito do ocidente. Obrigado.

  3. eugenio disse:

    Meu amigo Wilfer Ferreira de Oliveira. vc já pensou em estuda estudar um pouco o Cristianismo? Onde vc viu falar que um cristão encoste um dedo em alguem? Não confunda catolecismo com Cristianismo.
    ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s